Alerta Tendência:A estampa Vichy


website translator plugin

O vichy, esse xadrez miúdo que normalmente aparece em vermelho e branco ou preto e branco, foi um dos hits dos anos 50 e 60 e, ao que tudo indica, faz seu retorno triunfal neste verão. Claro que ele já voltou várias vezes desde seu ápice cinquentinha.
Pensando nisso, preparamos esta seleção de acessórios e roupas, com carinha de piquenique, para todos os gostos! 
Se você não é fã de grandes ousadias fashion e não se sente à vontade adotando o mix de estampas já, pode quebrar a monotonia do visual com um acessório na estampa. Aqui, o relógio alegra qualquer produção -- até aquele office look mais certinho.



O xadrez Vichy é uma fazenda ( tecido ) de peso leve ou médio, a princípio feito de linho e depois de algodão. É tecido com fios tintos, em xadrezes de tamanhos diferentes,  e , tem como base o branco. O xadrez Vichy foi popular para vestidos de verão durante o século XIX, e entrou em moda nas décadas de 40 e 50 para vestidos, blusas, saias, playsuits, biquínis etc .
O xadrez Vichy tem como origem o nome da cidade francesa, um lugar conhecido por sua fabricação de tecidos de algodão para aventais e camisas com esta padronagem.

O famoso xadrez foi uma das marcas registradas do estilo pin-up , que estava no auge na década de 50. Sua principal musa e divulgadora foi a atriz Brigitte Bardot, que o imortalizou no filme " E Deus Criou A Mulher " ( 1956 ), ao usar um modelo Vichy cheio de babadinhos.

Brigitte, nascida em Paris ( 1934 ), foi modelo da Elle e Jardin Des Modes até se tornar atriz, em 1952. Em seu segundo casamento, com o ator de cinema Jacques Charrier, em 1959, usou um vestido cor-de-rosa de xadrez Vichy adornado com renda. Tinha o decote em U, cintura fina , saia rodada e mangas três quartos. Esse vestido foi muito copiado na Europa e nos EUA