Diretamente dos anos 80: jaqueta com patches!


website translator plugin

Há décadas, as jaquetas customizadas com patches aparecem como uma espécie de modo de expressão. De origem militar, elas surgiram na década de 30 para identificar patentes e exércitos. Entre os anos 1950 e 1960, foram os adolescentes rebeldes de Londres, conhecidos como mods, que fizeram delas a peça da vez. No fim dos 1970 e início dos 1980, foi a vez dos punks e dos fãs de heavy metal usar a peça com símbolos de suas bandas preferidas. Em 1990, foi a vez da galera do hip-hop adotá-la. Agora, elas ressurgem divertidas, com aplicações que fazem referências a desenhos animados.



Seja qual for o seu estilo, ela certamente merece um espacinho no armário desta temporada. Nas ruas, diversas fashionistas já circulam com o modelo. As blogueirasChiara Ferragni, Helena Bordon, Ana Fasano e Camila Coutinho são ótimos exemplos. Já nas passarelas, elas foram vistas em coleções passadas das grifes 3.1 Phillip Lim, Dior e DNKY.


Na hora de usar, não existe regra. A jaqueta de patches cabe tanto em looks mais fun, com vestidos coloridos, quanto em combinações mais formais para dar um toque inusitado. O segredo está no shape, que tem pegada boyfriend. Quem é fã de visuais básicos, pode atualizá-los em instantes com a peça. Para garantir um toque exclusivo, vale recorrer à personalização feita em casa, que garante um toque exclusivista. Basta eleger aplicações que mais “falam” por você e espalhar sobre o jeans. Porém, que prefere investir em uma prontinha, algumas marcas nacionais saíram à frente e já criaram as suas.