<

Desfile SPFW: Reinaldo Lourenço

Os anos 60, 70 e 90 se misturam na nova coleção de Reinaldo Lourenço. “Fazendo essa equação [de décadas], dá 2019”, ele diz. E é verdade. Para o próximo inverno, o estilista adiciona às conversas recorrentes do seu trabalho – o dualismo entre o masculino e o feminino, a alfaiataria bem construída, um fetiche cerebral entre o rock and roll e o geek – uma dose de humor, talvez trazida do filme que usou de referência para suas criações, “The Girl of Motorcicle”, de 1968, com Marianne Faithfull e Alain Dellon (dá uma olhada no trailer no Google/Youtube). O resultado é um Reinaldo contemporâneo e classudo mas também leve e colorido.

A primeira parte do desfile traz a inspiração motoqueira, com capacetes (dá até vontade de usar como acessório de moda, no lugar de um chapéu!) no styling e conjuntos de couro com minissaias ou saias midi + jaquetas ou colete. Na abertura, a releitura mais solta do macacão do filme usado por Faithfull, seguido do vestido-casaco de couro. Em todos os looks com couro, destaque para os zíperes que abrem ou fecham as fendas na parte de trás ou da frente das saias, abrem as mangas, enfeitam jaquetas e bolsos de calças. As calças tipo motoqueiro aparecem em seguida compostas com as lindas camisas de crepe com laços no pescoço, de cores variadas, num mix bonito de texturas e pesos (couro mais pesado, crepe molenga e leve).