<

Desfile SPFW: João Pimenta

João Pimenta criou uma coleção 100% algodão, o que significa que não teve nem zíper ou botão, nada que não fosse algodão. Para isso, ele contou com o apoio da Sou de Algodão e de cooperativas que desenvolvem materiais especiais a partir da fibra.

Um deles é o que João chama de couro vegano por sua aparência, mas na verdade, na Amazônia, ele é chamado de Guardião da Floresta e é feito pela Cooperflora. O Guardião é produzido dentro da mata e fica 15 dias ao relento pra aplicação de látex extraído da árvore. “Esse produto, se descartado, desaparece em três anos”, explica João ao receber o FFW no backstage. O material parece couro mesmo e enriqueceu a coleção com sua textura mais lustrosa (e em lindas cores).

Mas o processo não foi assim tão fácil na sua totalidade. Quando a sarja chegou em seu ateliê, bateu um pânico: “como vou fazer paletó e vestido de festa com sarja?”. Em vez de amarelar e desistir, ele foi ainda mais a fundo: desenhou vestido sereia, babados e mangas bufantes – “tudo o que a gente morre de medo” – e construiu esses looks no tecido que é normalmente usado pra fazer vestimentas mais simples, como uniformes. Alguns peças construídas em moulage foram feitas por alunos do Senac, onde Pimenta é consultor criativo.