<

Desfile SPFW: Osklen

Dando continuidade ao movimento ASAP (as sustainable as possible, as soon as possible), a Osklen apresentou a coleção ASAP Oceans, que faz parte de um manifesto maior em defesa dos mares e oceanos.

A poesia da figura do pescador e os uniformes náuticos foram o ponto de partida da marca para abordar o tema. Olhando a coleção no backstage, me peguei pensando na facilidade de trabalhar com a dupla azul e branco, cores muito presentes nessa coleção – e em qualquer outra coisa com o tema náutico. Os dois tons juntos imediatamente nos transportam para o universo marítimo e todas as sensações boas que ele nos traz, portanto não é necessário muito esforço. Mas a Osklen, como é de se esperar, não se acomodou. Ao contrário, apropriou-se da temática para construir mais uma coleção repleta de peças desejáveis por sua calma, conforto, leveza e apuro estético. “Aceitamos a literalidade do assunto e tiramos proveito, no bom sentido”, diz Juliana Suassuna, diretora de estilo da marca.

O desfile tem três inspirações principais: o pescador, nos looks mais rústicos e amplos, feitos em fibras naturais; o mergulhador, com as peças de neoprene e mais justas ao corpo, e a do cientista, aqui simbolizado pela figura de Jacques Cousteau (os mais novos que não o conhecem irão se lembrar do adorável Steve Zissou, do filme de Wes Anderson).

Há um contraste entre o casual e o sofisticado construído de uma maneira bem eficaz: a gente pouco se dá conta porque tudo faz parte de uma mesma história. A não ser pelos longos vestidos de seda do final, não há uma preocupação se tal peça é rústica ou “sofisticada”, mesmo porque, muitas vezes é no mais simples onde encontramos mais beleza.

Um exemplo é o look de Stefanie Medeiros, que veste uma jaqueta de tyvek (tecido inteligente e leve como uma folha de papel) usada com uma saia longa plissada de seda. Uma peça funcional e esportiva combinada a uma chique, clássica e, possivelmente bem cara. Mas na hora em que a modelo passa por você, o que fica é a leveza.

Como sempre faz, a Osklen trouxe para perto algumas cooperativas para produzirem acessórios. A Artesol é uma delas e ficou responsável pela palha sustentável que vemos em bolsas e mochilas. Todos os macramês de corda, bem bonitos, também são feitos por cooperativas treinadas pela marca